Workshop de Bonsai

No dia 13 de Outubro’13 participei num workshop de Bonsai dado pela Kensho Bonsai Studio na Iberanime Porto 2013, e decidi partilhar no blogue o que aprendi.

O workshop consistiu numa pequena apresentação sobre o que eram os bonsais, muita gente tem a ideia de que um bonsai é uma espécie de árvore oriunda da China ou do Japão, este conceito está totalmente errado, um bonsai é simplesmente uma árvore num vaso.

Bonsai PinheiroBonsai significa: árvore num vaso

A sua origem foi realmente na China, e resultou da observação de que a mesma espécie de árvore atingia dimensões de por vezes dezenas de metros em planícies e de apenas alguns centímetros em encostas montanhosas e daí começaram a ter a ideia de transplantar árvores para vasos. Mas foram os japoneses a explorar melhor as técnicas de árvores em vasos e que melhor desenvolveram as atuais técnicas associadas ao bonsai

Os bonsais podem custar dezenas de euros, mas é possível ter bonsais a custo zero. Para isso existem várias técnicas, como por exemplo pegar num rebento de uma árvore, cortá-la num ângulo de 45º e colocá-la numa garrafa, com a rosca virada para baixo para servir de dreno para a água. Com o tratamento necessário um simples rebento ou semente de uma árvore de fruto tornar-se-á num bonsai num prazo de 10 a 15 anos.

pre bonsai pinus pineaComeça-se por um pequeno rebento de pinheiro…

bonsai pinus pinea…e passados 20 anos e muitos cuidados tem-se um verdadeiro bonsai

Existem várias técnicas de criar um bonsai:
– através de um excerto de uma árvore, deve-se criar bonsais de árvores autóctones, como o pinheiro, a oliveira, o carvalho, etc. Porque estas estão habituadas ao nosso clima e por isso será muito mais fácil mantê-las vivas do que uma árvore de outro clima.
– adquirir um arbusto, aramá-lo e podá-lo.
– fazer um excerto numa árvore e transplantá-la para um vaso.

bonsai oliveiraDeve-se preferir espécies autóctones de bonsai, como a oliveira.

O vaso para um bonsai deve ter sempre pelo menos dois drenos para escoar a água. Deve-se regá-lo de modo a manter a terra sempre húmida, mas ter em atenção para não molhar as folhas demasiadas vezes senão o bonsai pode secar.

Na criação ou na aquisição de um bonsai deve-se ter sempre em conta a espécie de árvore, porque consoante a espécie ela poderá adaptar-se melhor num ambiente exterior ou interior. Muitos vendedores de bonsais vendem-nos sem saber qual a espécie que estão a vender e não sabem aconselhar o cliente sobre as condições para manter o bonsai. Na maior parte das vezes este acaba por secar passado algumas semanas.

A altura para plantar um bonsai será no inicio da primavera, o inicio da primavera não é igual para todas as árvores e deverá ter-se em atenção quando é a altura exata de elas rebentarem.
A terra do vaso deverá ser mudada todos os anos e adubada de dois em dois meses. E preferível usar sempre um composto orgânico a um químico. O adubo deverá ser pobre em hidrogénio, muito hidrogénio faz com que as folhas cresçam muito.

Em ambientes exteriores nos dias de muito sol deverá utilizar-se uma rede para que as folhas do bonsai não fiquem queimadas.

Em ambientes interiores a árvore deverá ficar sempre num ambiente com muita luz, para que a árvore possa realizar de uma forma eficaz o processo de fotossíntese.

Num nível básico as ferramentas para a manutenção de um bonsai é suficiente uma tesoura que chegue ao interior do bonsai para aparar folhas e ramificações e um alicate para poda de bonsai.

Claro que estas técnicas têm muito que se lhe diga, o que eu escrevi foi o que eu consegui apanhar no pequeno workshop e obviamente está descrito de uma forma muito básica.

Se, tal como eu, ficaram entusiasmados por esta técnica milenar investiguem mais sobre o assunto, existem muitos livros no mercado e a Kensho Bonsai Studio faz workshops por todo o país. Visitem o blog deles http://kenshobonsaistudio.wordpress.com/

bonsai florestaOs mais belos bonsais são os que simulam mini florestas

Anúncios