Kobo Glo

Apresento-vos o Kobo Glo by FNAC.
perspetivaÉ um ereader que funciona com a tecnologia E-Ink, que simula muito próximo da perfeição a impressão em papel. Tem um ecrã de 6″ XGA Pearl touchscreen; resolução de 1024×768 com 16 níveis de escala de cinza.
Esta tecnologia e-ink não tem qualquer luminosidade, e é neste aspeto que o Kobo Glo se diferencia do resto dos ereaders, ele possui um backlight que o fabricante chama de Tecnologia ComfortLight. Segundo a minha experiência nas horas noturnas de leitura, posso afirmar esta luz é mesmo suave e não é cansativa para os olhos como as iluminações dos tablets, mesmo que elas tenham a tecnologia IPS.
A luminosidade pode ser ajustada para proporcionar o melhor conforto para os olhos do leitor.confortlightVamos agora abrir o livro.
Como já não é a primeira vez que o abro, ele vai ser aberto na última página marcada. Como podem ver na imagem, para se marcar a última página lida tocamos na parte superior direita do ecrã e a nossa página virtual dobra-se.
Marcação páginaPara acedermos às ferramentas de leitura tocamos no meio de uma página.
toque centroDe todas as ferramentas, as mais importantes são as que pertencem ao ícone do livro e ao ícone do “Aa” que nos permite escolher o tipo de letra, o tamanho, o espaço entrelinhas, as margens e a justificação.
Mas no ícone do livro é que estão as ferramentas, que eu considero, serem as principais grandes vantagens em relação ao formato em papel – as anotações e os dicionários.
ferramentasAs opções de anotações e dos dicionários aparecem quando sublinhamos uma palavra ou frase. Para sublinhar basta deslizarmos o dedo sobre a palavra ou frase. Como se pode ver na imagem, a opção anotações está no ícone do marcador, os dicionários no livro AZ, a lupa é a opção procura e temos ainda a possibilidade de partilhar uma citação no facebook.
Dentro das anotações temos a opção destaque e adicionar nota.
adicionar notaA opção destaque é muito útil para sublinhar citações que se ache importante.
sublinhadoA opção Anotações serve para associar palavras ou frases sublinhadas a notas. Eu costumo-a usar no caso das personagens. Por vezes tenho dificuldade em fixar nomes de personagens e fico com dúvidas se a personagem citada é amigo, familiar, arquinimigo ou outra coisa qualquer. Por exemplo – Sublinho Jorge O’Kelly e escrevo como nota “melhor amigo de Amadeu de Prado”. Se o nome Jorge O’Kelly aparecer mais à frente e já não me recordar da personagem é só ir ao menu das anotações.
Vou agora sair do livro e mostrar as outras opções interessantes que existem fora dos livros abertos.
A principal será a livraria do Kobo, onde podemos adquirir os últimos lançamentos e aproveitar as campanhas promocionais realizadas pela Kobo. Pena é o preço dos novos lançamentos ser bastante abusivo tendo em conta que o livro não teve custos de impressão, distribuição e armazenamento. Mas, ainda assim, existem bastantes ebooks a preços bastante aceitáveis, e muitos clássicos da literatura podem ser descarregados de borla.

livrariaO Kobo possui também uns extras que consiste num web browser, num sketch pad, e dois jogos – xadrez e sudoku. Só é pena que o xadrez não possa ser jogado entre dois jogadores, para mim, xadrez contra o computador não tem piada.
browserPara os que gostam de estatística, podem ficar a saber quase tudo sobre os seus hábitos de leitura.
EstatísticasA Kobo possui uma janela de prémios, que na realidade são mais desafios de leitura do que propriamente prémios. A Kobo descreve estes prémios da seguinte forma: “…celebrar êxitos de leitura com prémios divertidos e supreendentes.” Na minha opinião esta é a forma que a Kobo encontrou de estimular à leitura.
prémiosPara concluir, resta-me apenas dizer que simplesmente acho esta tecnologia do e-ink fantástica, e aconselho todos os leitores assíduos a adquirirem um ereader.

Se bem que nos tempos que correm é dificil dizer quanto tempo esta tecnologia durará. Diz-se que os futuros formatos de livros digitais como o epub e o mobi virão com conteúdos multimédia. Um livro com conteúdos multimédia deixará um gadget como o Kobo obsoleto, sobretudo por ele não transmitir som, nem possuir uma tela com cores.
Na minha opinião esta tecnologia terá uma vida longa porque livros apenas com palavras são os mais usuais no mercado.

Anúncios